Página Inicial

Produção brasileira de soja deve ser de 119,5 milhões de t segundo o USDA na safra 2017/18

Publicado em 13 de julho de 2018

O Departamento Americano de Agricultura – USDA divulgou nesta quinta-feira (12) o seu boletim mensal da produção mundial de grãos.

SOJA – Safra 17/18 – 18/19

Volume de produção:

Segundo o departamento a safra brasileira de soja estabilizou no volume de 119,5 milhões de toneladas, sem alteração com relação ao boletim anterior (578-junho), este volume representa uma alta de 4,3% se comparada com o volume produzido na safra 2016/17 (114,6 milhões de toneladas). A safra de soja da Argentina ficou fechada em 37 milhões de toneladas, volume 32% menor que a safra 16/17 do país. Quanto aos EUA o volume de soja produzido foi elevado em 2,5%, chegando ao valor de 119,52 milhões de toneladas para a safra 2017/18

Estoques:

Os estoques finais previstos pelo órgão americano para o Brasil foi fechado em 25 milhões de toneladas, queda de 5,5% com relação aos estoques finais da safra 2016/17. Os estoques argentinos foram valorados em 29,35 milhões de toneladas, queda de 17,25 com relação aos estoques finais da safra 16/17. Os estoques americanos foram fechados em 12,64 milhões de toneladas, alta de 54% quando comparada com a safra 16/17.

Exportações:

O Brasil é o principal exportador mundial de soja, respondendo segundo o USDA por um volume de 74,65 milhões de toneladas na safra 17/18, esse volume representa aproximadamente 50% do volume exportado de soja no mundo, houve crescimento nas exportações de soja brasileira, cerca de 18% quando comparada com a safra anterior 16/17. A Argentina apresentou uma queda de 56% no volume exportado na safra 17/18 com relação à safra 16/17 (- 4 milhões de toneladas). Os EUA também teve um volume exportado menor de soja, queda de 3,76%, exportando 56,74 milhões de toneladas na safra 2017/18.

 

[table “13” not found /]

 

Milho – Safra 2018/19

A produção norte-americana de milho foi elevada de 356,63 milhões de toneladas para 361.46 milhões toneladas neste último relatório.

Os estoques finais americanos do cereal foram estimados em 39,43 milhões de toneladas. No último boletim, o número ficou em 40,07  milhões de toneladas.

A produtividade das lavouras de milho nesta temporada também foi elevada para 186,9 sacas por hectare contra 184,15 sacas por hectare do relatório passado.

O USDA também elevou as projeções para as exportações de 53,34 para 56,52 milhões de toneladas. As importações de milho da safra 2018/19 foram mantidas em 1,27 milhão de toneladas.

Brasil

A produção de milho no Brasil ficou inalterada em 96 milhões de toneladas e as exportações também não mudaram , com 31 milhões de toneladas. Já os estoques finais subiram de 8,72 milhões de toneladas para 9,22 milhões de toneladas.

Argentina

No caso do país vizinho, as projeções também ficaram em linha com o boletim de junho.

Mundo

A safra global de milho foi estimada em 1.054,30 bilhão de toneladas no ciclo 2018/19. Em junho, a projeção era de 1.052,42 bilhão de toneladas.

Os estoques recuaram de 154,69 milhões de toneladas para 151,95 milhões de toneladas.

milho usda julho 18

 

 

Fonte: Notícias Agrícolas,  Aprosoja Brasil